counter easy hit

Mais que um simples DJ, Mandragora dá um verdadeiro show no palco

mandragora-a-lenda-psytrance

mandragora-a-lenda-psytrance

Artista completo, o mexicano de alma brasileira nos conta mais detalhes sobre seu projeto

Por Maria Angélica Parmigiani

Inovar dentro da profissão parece ser um dos grandes desafios do mundo moderno. Afinal, como se sobressair em um mar de pessoas, novidades e busca por likes? Para os meros mortais o desafio sempre será grande, mas para Eduardo Neto pode ser algo tranquilo de resolver. Um viajante do tempo como ele mesmo narra em sua biografia, o artista natural do México, mas com alma brasileira, criou Mandragora, em 2012, seu projeto musical inovador que tem como uma de suas premissas as viagens psicodélicas.

Leia também: Enciclopédia do Psytrance- Carreira #11: Mandragora

Ele fala sobre a ideia: “Esse projeto surgiu pela necessidade artística de me expressar do jeito que acho melhor: música. Escolhi o psytrance pois é o mais que tinha na minha região, só que além de ter sucesso como produtor, eu quero inspirar outras pessoas a terem coragem de experimentar coisas diferentes e tomar riscos. Às vezes minhas músicas não serão as melhores, mas tenho certeza que vão ser as mais diferenciadas da cena, às vezes pra acabar fazendo uma coisa boa tem que errar muito primeiro, então muitas pessoas não tentam por medo de falhar. Eu não, eu vou falhar o máximo possível para ter mais experiências. Quem não arrisca não ganha, quem não abre a boca não come, e é isso que quero mostrar, o ‘não’ a gente já tem!”.

Em uma mistura sonora que desafia a mente das categorizações, o artista se diverte criando diversos estilos a fim de mostrar sua capacidade criativa. Já falamos bastante disso por aqui, e ele reitera: “minha música é tocada em palcos de low, em palcos de trance, em palcos de techno”, afirmando sua versatilidade. Mas para resumir brevemente, em 2018, ele entregou um álbum triplo, com vinte e sete faixas, que são difíceis de rotular; o primeiro volume você confere abaixo.

open.spotify.com/album/7pUcxqy1fGmQkIQQ64mt9d?si=_QI2EL__QrmNHksYBsE6Pg

Além disso, outra questão que transcende o artista convencional, é sua inconfundível presença de palco, algo que na comunidade Trance é sempre um ponto considerado, já que essa troca de energia é primordial. Influenciado pela loucura e caos da cena Rock, ele entrega uma verdadeira performance contagiante enquanto se apresenta, e realça a importância: “é importante porque quer dizer que estou me divertindo, cada vez que subo ao palco é pra me divertir, obviamente estou trabalhando, mas eu gosto é de ficar solto, quebrar tudo, se nao for pra incomodar então não quero”, finaliza.

Mandragora ainda teve seu hit “Wild Wild West” “Codeine” “Sem Chão” “Sem Você, Sou Ninguém” “Slytherin” “AK-47” e outros alcançando sete dígitos de views no YouTube. Assim como produções para artistas de pop no mercado francês e brasileiro, o artista também já fez parte do top 100 viral no Brasil, na Holanda e na Suécia.

Imparável e cheio de energia ele agora lançou um filme curto e confirma nos últimos detalhes para lançar mais de 50 músicas novas nos próximos meses, “investir toda a grana que temos e ir ‘to the moon’”, brinca. Vale destacar também seu último short movie divulgado, apresentando seu amigo “Pegasus”:

Mandragora está no Instagram, Youtube & Soundcloud.

Você também pode gostar ...

0

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Livros para Expansão da Consciência